Me ajude a pensar.

Tive um dos dias mais legais de 2018 nesta semana. Na manhã de segunda-feira tive uma reunião absolutamente incrível com a equipe do Sesc e, no final da tarde outro encontro, dessa vez com três voluntários do Centro de Valorização da Vida (CVV). Nos dois casos o que vi foi gente boa servindo de maneira consistente em trabalhos duradouros – acabei por me sentir alinhada com Deus – e convocada a uma serviço cada vez maior.

Trabalho há 10 anos me propondo a um sentimento de empatia e compaixão. E, neste último ano, tenho recebido demandas bastante sensíveis relacionadas às dores que são trabalhadas de maneira profunda pelo CVV – então foi um encontro providencial.

>>> Confira a coluna completa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top