8 dicas para “ser e viver a nossa melhor versão”

Há pessoas que optam por passar o tempo todo reclamando (sem nunca parar para refletir e agir diferente) e afirmando, que para elas, o azar não é só no jogo, o azar é na vida!

Ela (a vida) volta e meia nos apresenta desafios – pessoais e profissionais. Às vezes, sem nos poupar. Boa notícia: o que nos acontece não precisa ficar para sempre. Pense nas soluções para a vida, assim como sua melhor versão pensaria. Encontre as melhores respostas a partir da sua melhor forma de existir.

Pergunta: Quais novas habilidades técnicas e de comportamento queremos desenvolver nos próximos dias?

Temos 8 dicas importantes para o nosso autodesenvolvimento que queremos compartilhar. Ah, e se a sua vida começar a melhorar, lembre-se: não é mágica é ação!

1 – Autoconhecimento: Somos estimulados, desde crianças, a pensarmos e agirmos de alguma forma, geralmente copiando padrões dos nossos pais, mestres, irmãos mais velhos, sociedade, mídia e etc. Este é apenas um padrão, uma forma, um paradigma que, através do autoconhecimento, podemos quebrar. Comece perguntando-se: Quais valores são importantes para mim? Como quero estar daqui a 10 anos? Aos 80 anos, como vou querer lembrar da minha vida? Surpreenda-se com as respostas que estes poderosos questionamentos trazem. Aproveite para iniciar seu inventário da melhor versão!

2 – Aprenda sem guias ou ajuda 

Ao aprendermos novas habilidades, é sempre mais cômodo confiar em materiais, tutoriais, orientações ou guias para nos auxiliar no processo. Contar com estas ajudas é excelente para quem está começando, mas se continuarmos com apoio, não aprenderemos por conta própria. Está a fim de aprender? Esteja a fim de falhar.

Claro que, às vezes vamos precisar parar e ir atrás de uma solução, mas quanto menos fizermos isto, melhor será.

3 – Viva a vida dos sonhos

Agora que já conhecemos mais sobre quem nós somos e quais habilidades queremos desenvolver, é hora de pensar no futuro! É o momento de dar asas à criatividade para pensar como queremos a nossa vida nos próximos anos. Há várias ferramentas que podem nos auxiliar no desafio. #foconaação

4 – Respeite seu tempo

Cada pessoa é diferente no ritmo evolutivo. Reconheça o seu e respeite-o! Sem autocobrança, encontre a melhor forma de se relacionar com os desafios. Pense sempre o que a sua melhor versão faria e aja baseado nas suas respostas. Torne-se 100% responsável por suas ações. É libertador!

5 – Administre bem o tempo

Quando estamos praticando uma nova habilidade é tão importante como e quando fazer. Temos um relógio biológico que é ajustado para trabalhar melhor durante certos períodos do dia, e isso vale para o aprendizado também.

O sono, portanto, possui um grande impacto sobre a retenção de memória em geral. Ou seja, quando aprendemos uma nova habilidade antes de dormir, estaremos ajudando a fortalecer a ligação entre os neurônios em nosso cérebro. Isso significa: estamos retendo essas novas informações de uma melhor forma.

6 – Busque múltiplas habilidades

Em um artigo na revista científica “Scientific American”, a neurocientista da Universidade de Oxford, do Reino Unido, Heidi Johansen-Berg, afirma que eventos diferentes aumentam a força de uma sinapse ao aprender novas habilidades. O processo que compreendemos melhor é chamado de potenciação de longa duração, consiste em estimular repetidamente dois neurônios ao mesmo tempo a fim de fortalecer a ligação entre eles. Aprender mais de uma coisa ao mesmo tempo, além de fazer as sinapses existentes mais fortes, provoca também o desenvolvimento do cérebro.

Quanto mais conexões entre os neurônios são formadas, mais aprendemos e mais informações somos capazes de reter.

7 – Consistência na ação

Quando estamos aprendendo algo totalmente novo, pode acontecer de nos empolgarmos e desenvolvermos quase que uma compulsão obsessiva por essa competência. No entanto, isso nem sempre é a melhor ideia. Na verdade, o ato de distribuir uma aprendizagem ao longo do tempo, provou ser a melhor maneira de aprender.

8 – A evolução não para

O processo de autodesenvolvimento é algo que vai nos acompanhar durante a vida. De tempos em tempos vale uma revisão. Lembre-se: o tempo todo crescemos, amadurecemos, mudamos e nos reinventamos!

 

Gostou?! Compartilhe com quem você ama!

Com carinho,

Grupo Vanessa Tobias 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top